terça-feira, 1 de maio de 2012

A Recriação Dos Dinossauros - 1º Temporada - Episódio 6 - O Laboratório

(Os capítulos são grandes, então só leia se tiver tempo ou leia de parte em parte marcando de onde parou)

A Recriação Dos Dinossauros
1º Temporada – Episódio 6 – O laboratório
Nos episódios anteriores:
Os sobreviventes continuam a escalar a montanha, Jessie e outros da segunda equipe atravessam a fenda, e são atacados pelo Ceratossauro sendo devorados todos, exceto Jessie e Willy que fogem por pouco. E enquanto isso na montanha eles param para descansar, fazer suas necessidades e construir uma cabana para dormir. E no dia seguinte eles as desmancham sem denificar os galhos usados para fazer lanças, usando a ponta das facas e só depois amolar a ponta da faca até formar uma nova. Depois, eles chegam até o topo da montanha onde ligam para o chefe pedir resgate, mas uns Pteranodontes os atrapalham, atacando, eles tentam lutar mas são gravimente feridos, e Alvin morre. Logo após, um bando de Tropeognathus surge querendo caçar eles também, mas por isso arranja briga com os Pteranodontes e uma batalha começa, enquanto os outros aproveitam e fogem, descendo a montanha e chegando num cercado.
----------------------------------
Os sobreviventes decidem então sair do cercado, mas o cercado era enorme, por isso iria levar algum tempo.
Chuck: Rudy, lembra que estava no nosso plano i a alguma instalação se não der certo a montanha?
Rudy: Sim...
Chuck: Já estamos em uma.
Rudy: Sim,peraí... É mesmo, mas essa não serve para nada. E eu me referia a outros tipos de instalações.
E Stacy assustada, começa a perguntar coisas sobre o assunto, para Rudy:
Stacy: Rudy?
Rudy: Diga...?
Stacy: Tem certeza que pode haver terópodes por aqui?
Rudy: Bom, não tenho certeza, eu estou só supondo que pode haver terópodes aqui perto, mas há grande chances.
Stacy: Na sua opinião, as chances são de quantos por cento numa escala de 0 a 100?
Rudy: Não sei ao certo, acho que entre 60 e 70%.
Stacy: Sem desrespeitar mas espero que esteja errado, pois eu não quero dar de cara com mais nenhum terópode dessa maldita ilha.
Rudy: Não se preocupe, eu entendo como se sente.
Chuck: Pelo visto esse cercado é bem grande mesmo, se quisermos sair, teremos que fazer de outras maneiras porque essa aqui é perigosa, e se darmos de cara com um terópode? Caso ter um é claro, eu duvido muito.
Rudy: Você tem outra idéia em mente?
Chuck: Bom, na verdade eu tenho.
Rudy: Ok, fale, quem sabe pode ajudar mais do que ficar andando até encontrar uma saída desse lugar?
Chuck: Como pode ver, a nossa esquerda tem um cercado, provavelmente está desligado, a gente podia jogar alguma coisa nele para testar e se tiver desligado, a gente o pula.
Rudy: O cercado é grande demais para nós conseguir pular, mesmo com ajuda, foi feito para dinossauros grandes, e isso é mais uma coisa que indica ter um terópode aqui e dos grandes.
Chuck: Então vamos voltar e subir alguns metros da montanha até ultrapassar a altura do cercado, ir para os lados até estar do lado de fora e descer.
Rudy: Essa idéia é boa, mas nem tanto, porque já gastamos tempo e energia andando até aqui, se a gente for lá, há possibilidades de algum terópode aparecer e nos encurralar, e tentar escalar pode não dar certo, que nem quando o Ceratossauro devorou a Joyce. Eu não quero perder mais ninguém, e se tiver mesmo um terópode por aqui, ele com certeza não será como o Ceratossauro, será bem pior, ele poderia devorar uns 2 ou 3 de nós, ainda mais que essa parte da montanha é difícil de escalar, quase nos machucamos ao descer.
Chuck: Mas não exagera, talvez não tenha terópodes por aqui.
Stacy: Assim espero.
Steven: Agora vamos parar de conversar e nos apressar.
Rudy: Certo.
Chuck: Aff, ta...
E então todos começam a andar mais depressa durante mais alguns minutos.
Rudy: Parece que já estamos quase chegando.
Chuck: Ainda bem, mas, peraí, então o cercado não será tão grande quando pensávamos.
Rudy: Mas melhor assim, não acha?
Chuck: É... Concordo.
O chão começa a tremer.
Chuck: O que... É isso?
Depois, eles escutam um rugido alto, tanto que as aves que estavam numa árvore por perto, se assustam e sai voando dali, e de lá surge um Alossauro.
Chuck: O quê? Pensei que... Era exagero do Rudy em ter um terópode por aqui, Q-quantos... Quantos terópodes será que tem nessa droga de ilha?
Rudy: Não faço a mínima idéia, agora chega de papo denovo, CORRAM...!
Todos começam a correr e o Alossauro que se aproximava andando, logo começava a se aproximar correndo, perseguindo os outros e rugindo. Eles correm durante alguns segundos e o Alossauro começa a os alcançar.
Chuck: Droga, ele está nos alcançando, o que iremos fazer?
Rudy: Fugir é claro.
Rudy começa a correr um pouco mais rápido.
Chuck: Ei cara, espere por mim. O Alossauro começa a alcançar ainda mais e quando ele vai pegar Steven, Rudy vê uma pedra a sua frente a uma distancia de 5 metros e quando passa por ela, da um chute nela para trás fazendo ela voar para trás e acertar uma pedra perto do Alossauro que o faz parar e se destrair.
Steven: Boa Rudy.
Rudy: Valeu...
Chuck: Olhem, um jipe, vamos fugir nele.
Rudy: Ok...
O Alossauro ruge e começa a correr denovo.
Steven: Merda, ele está nos perseguindo denovo.
Rudy: Isso não é problema...
Stacy: O quêê...? Como não?
Rudy: O problema na verdade é... Alguém aqui sabe dirigir?
Stevem: Eu não...
Chuck: Nem eu...
Depois todos olhem para Stacy.
Stacy: O que foi?
Rudy: Como assim o que foi? Sabe dirigir ou não?
Stacy: Eu sei.
Rudy:  Ótimo, vamos nessa.
Stacy monta no banco da frente do Jipe.
Stacy: Droga... Cadê a chave disso aqui?
Rudy também senta no banco da frente.
Rudy: Espera, espera, está aqui.
Stacy pega a chave ligando o carro, e Chuck monta na parte de trás, Steven estava lá atrás e o Alossauro vai o pegar, mas Steven pula agarrando a parte de trás, e Stacy acelera quando o Alossauro tenta pegar o Steven denovo, e o Chuck pega na mão de Steven o puxando.
Steven: Obrigado.
Chuck: De nada.
E o Alossauro começa a seguir o jipe e eles saem do cercado.
Rudy: Droga, ele vai nos alcançar logo, se tivesse algo aqui para ajudar...
Steven encontra uma bazuca.
Steven: Eu encontrei uma bazuca.
Rudy: Sério? Ótimo, que sorte... Atira nele.
Steven mira a bazuca e quando vai atirar, o Alossauro da uma cabeçada no jipe o balançando e fazendo com que a Bazuca na mão de Steven cai no chão.
Rudy: Droga, estava bom demais pra ser verdade...
Chuck: Eu achei umas metralhadoras.
Steven: E eu umas Shotguns.
Rudy: Tem mais aí?
Chuck: Sim, umas pistolas.
Rudy: Bom, sei que isso não ajudará muito, mas, não irei desperdiçar oportunidade.
Rudy pegava com a mão direita uma Pistola P228 e com a outra uma Pistola M66 e atirava no Alossauro, e Chuck atirava com uma M60, e Steven com uma Dual Desperado, mas os tiros não o feriam o suficiente.
Rudy: Droga, não está funcionando.
A minução de todos acabam, menos a de Chuck.

Rudy: Merda, acabou a munição.

Stacy começa a dirigir num local cheio de pedras, o jipe balança um pouco fazendo com que Chuck por sorte acerta o olho esquerdo do Alossauro o cegando na esquerda e a ao mesmo tempo a munição acaba, depois ele bate a cara numa árvore a sua esquerda e ela cai deitada em seu caminho, o Alossauro se desiquilibra tropeçando nela e caindo com a cara numa pedra se machucando um pouco, e os outros os despistam, o Alossauro se levanta lentamente, da um rugido e volta para seu cercado.
Stacy: Poxa, não acredito que escapamos do pior denovo.
Chuck: Sempre escapamos, não é de esperar que fique surpresa por sobreviver novamente, parece que não se acustumou ainda...
Stacy: E você? Se acustumou?
Chuck: Âh... Bem, não...
Rudy: CUIDADO.
Stacy rapidamente vira a cara para frente vendo uma árvore de porte bem grande e freia o jipe para não bater.
Stacy: Essa foi por pouco, como sempre. Bom, está na hora de sairmos daqui.
Chuck: Bom, escapamos daquele dinossauro sei lá que espécie era e...
Rudy: Era um Alossauro.
Chuck: Que seja, e só porque usamos o jipe para escapar dele não quer dizer que não podemos usar para procurar uma instalação por aqui. Fazia parte de nosso plano, se a montanha não desse certo, a gente procuraria uma instalação, para achar armas, poder ligar para os superiores  ou arranjar algum veículo que dê para escapar da ilha.
Rudy: Mas o barulho do jipe atrairia terópodes.
Chuck: Não importa, de qualquer maneira, eles sempre nos encontra, é sempre a mesma coisa, então não faz diferença, até porque com jipe é mais fácil fugir, melhor atrair um terópode e conseguir fugir do que encontrar um e não conseguir fugir.
Rudy: Ok... Certo... Mas se algo acontecer, você será o responsável.
E enquanto isso...
Willy: Estou morrendo de fome.
Jessie: Como se fosse o único...
Willy: Hey, escutou isso?
Jessie: Isso... O quê?
Willy: Venha, siga-me
Jessie: Ãh... Tudo bem...
Willy anda um meio agaixado e sorrateiramente até uma monta, abrindo-a com as mãos e observando, enquanto Jessie o segue e fica bem atrás dele e eles vê um Avaceratops lutando contra 2 Velociraptores. Ambos raptores começam a dar voltas entre o Avaceratops o destraindo, e ele virando a cabeça para ver quem atacaria primeiro. Um dos raptores tenta morder o pé da perna direita traseira mas o Avaceratops se vira e o outro ao mesmo tempo tenta morder a pata esquerda dianteira mas ele levanta e se vira tentando chifrá-lo, porém o raptor da um pequeno pulo para trás e o Avaceratops corre até ele e o chifra na barriga o jogando contra uma árvore. O outro tenta pular sobre ele, e o Avaceratops se vira para ele se afastando um pouco e o raptor cai com o pé sobre o chifre o machucando, mas com as mãos agarra o escudo que fica em volta do pescoço o atrapalhando, enquanto o outro se levanta e corre em direção ao Avaceratops pulando sobre as costas dele, enfiando as garras dos pés no estomago, as gaaras das mãos perfurando as costelas e mordendo a coluna, até o Avaceratops agonizar. E então ele corre em direção a uma pedra dando uma cabeçada nela e como um dos raptores estava a sua frente, ele é gravimente ferido, e o Avaceratops da uma investida numa árvore fazendo com que o raptor o solta. Logo após se vira rapidamente dando uma chifrada no pescoço do raptor de raspão, mas rasgando-o. O Avaceratops vai embora lentamente por ser agonizando enquanto os raptores não agüentam e morrem.
Willy: Wow, essa cena foi demais, nunca vi algo parecido, parece que valeu a pena vir aqui.
Jessie: Cara, não exagera, nem  foi tão legal assim, apesar de até ser, mas enfim, ao mesmo tempo é bem triste.
Willy: Concordo... Mas que foi legal foi.
Jessie: E agora, o que iremos fazer? Devorar os raptores mortos? Acho que não.
Willy: Boa idéia, mas não vamos comer cru é claro, melhor assar numa fogueira, e melhor andarmos logo com isso antes que comece a feder.
Jessie: Tá, pra mim tanto faz, eu estou com fome, e no momento eu posso comer qualquer coisa para sobreviver.
Willy e Jessie preparam uma fogueira e assam os raptores, depois comem, descansam por 80 minutos e logo continuam a andar até que encontram uma trilha de jipe.
Jessie: Veja, uma trilha feita por algum veículo, e pelo visto é um jipe.
Willy: É mesmo, e sereparar bem, verá que não faz tanto tempo que passaram por aqui. Será que tem mais sobreviventes nessa ilha, ou...
Jessie: ...Ou nossos amigos acharam um jipe e estão digirindo pra tipo, escapar de algum dinossauro?
Willy: Não sei, mas espero que seja a opção 2. Devemos segui-lá, pois precisamos de nossos amigos e mesmo se não forem eles, precisamos de mesmo jeito, mas a questão é: Para que lado foi esse jipe?
Jessie aponta o dedo para um dos lados (não era o lado do cercado) dizendo:
Jessie: Acho que foi para lá, vamos.
Willy: Espero que esteja certa.
Jessie: Eu também.
E enquanto isso os outros que estavam andando de jipe, logo encontram um laboratório.
Rudy: Stacy... Staaacy... Pare o jipe, achamos uma instalação importante.
Stacy para o jipe dizendo:
Stacy: O quê?
Rudy: Olha lá.
Steven: Parece ser um laboratório.
Rudy: E é.
Todos então se aproximam e reparam na porta estar cheia de musgo e cipós, e ao lado, várias plantas.
Stacy: Caramba, olha o estado disso aí.
Steven tenta abrir e porta normalmente e não da certo.
Steven: Merda.
Chuck: Não seja igenuo Steven... Não é assim que se abre uma porta, é assim.
Chuck se joga contra a porta e Rudy da um chute nela dizendo:
Rudy: Vou dar uma ajudinha...
E isso várias vezes até ela cair.
Chuck: Até que enfim...
Rudy: Vamos entrar...
Todos entram sileciosamente, mas de nada adiantou, porque os golpes na porta muito barulho fez, Charlie que estava dormindo, acorda dizendo:
Charlie: O que foi isso? Quem está aqui? Não sei se é um dinossauro, pois há muito tempo que ninguém vem aqui, não há motivos de virem aqui. Oh merda, estou muito confuso, não sei se devo verificar, melhor ficar aqui mesmo.
Chuck: Nossa, quantos corredores tem aqui, bem fácil se perder.
Stacy: Será que vamos ter que nos separar?
Rudy vai até uma porta dizendo:
Rudy: Não...
Rudy tenta abrir a porta mas não consegue.
Rudy: Droga, está trancada.
Chuck: Então vamos derrubar que nem a outra.
Rudy: Não... Essa porta é bem resistente julgando pela aparência, mas não sei se é e não quero ficar perdendo tempo tentando, e nem fazer muito barulho, podemos atrair terópodes.
Chuck: E como iremos abrir?
Rudy: Venha comigo.
Stacy: Rudy está estranho.
Steven: Concordo.
Rudy: Vão vim ou não?
Todos dizem “Vamos” e começam a segui-lo.
Stacy: Rudy?
Rudy: O que foi agora?
Stacy: Para onde estamos indo?
Rudy: Vamos procurar algum funcionário daqui, com certeza ele estará morto, mas talvez ainda com as roupas, podíamos pegar alguma chave, ou cartão para abrir as portas.
Stacy: Mas o que quer com as portas?
Rudy: Pode haver alguma coisa lá dentro.
Depois eles acham um esqueleto humano caído no chão, e por sorte ainda com roupa.
Rudy: Nossa, que sorte, achamos um de primeira.
Steven: O que será que tem aí?
Rudy: É o que iremos ver.
Rudy revista a roupa do funcionário morto encontrando uma chave.
Chuck: Legal, uma chave.
Rudy: Mas a porta que tentamos abrir abre com cartões.
Chuck: Então abrimos outra porta.
Rudy: Não quero perder tempo com as outras, quero entrar naquela, uma das salas principais daqui provavelmente.
Steven: Pelo jeito vai demorar, que tal nos separarmos?
Chuck: Boa, mas em equipes ou individualmente?
Stacy:  Em equipes, pois trabalho em equipe é bem melhor.
Chuck: Oh, e você Rudy?
Rudy: Melhor individualmente, pois o que temos que fazer é só encontrar algum corpo, revistar e pegar o que encontrar, não é preciso uma equipe, qualquer um consegue, além de que individualmente é mais rápido, mas como não parece ser um trabalho difícil, vamos tentar primeiro em equipe, se não der certo, vamos individualmente.
Steven: Certo, mas, quem vai ir com quem aqui?
Rudy: Ah, bem, sobre isso...
Stacy: Eu vou com Rudy.
Steven: Mas eu queria ir com o Rudy, somos irmãos.
Stacy: Mas eu sou namorada dele.
Chuck: Bom, isso é coisa que o Rudy que tem que decidir e não vocês.
Stacy: Tá... Quem você escolhe, Rudy?
Rudy: Eu vou a Stacy, mas não é porque ela é minha namorada, e tal, não entendam errado. É porque além de ela pedir primeiro, não podemos ficar discutindo e Steven, você se da bem com o Chuck além de mim, a Stacy não.
Chuck: Para mim tanto faz.
Steven: Ok, mas vê se fazem o trabalho e não outra coisa, hein...
Rudy: Não seja malicioso Steven... E caso não encontrarem e nós também não, por pressa de querer achar mais rapidamente e ir individualmente, ou querer privacidade, ou qualquer coisa, voltamos e nos encontramos aqui.
Logo eles se separam para procurar mais funcionários mortos e pegar o que tinham, 4 minutos depois, eles desistem por algum tempo e voltam.
Rudy: Agora vamos procurar individualmente.
E então todos se espalham para procurar mais. Stacy encontra um em 1 minuto.
Stacy: Ótimo...
Ela revista mas não acha nada.
Stacy: Droga...
Steven encontra um em 2 minutos.
Steven: Legal...
Steven revista ele e acha um cartão.
Steven: Estou com preguiça de ir voltar, vou tentar entrar nessa sala mais próxima, pode ser importante, mas peraí, essa é de digitar códigos, vou ver se tem algum no cartão. (ele verifica) Legal, tem... Mas são muitos, vou tentar o segundo.
Steven digita os números 0140204268159123157 mas esse código faz com que todas as portas se destranquem, e delas sai os raptores que estavam presos. Um deles ataca Rudy correndo até ele e dando um salto, exibindo as garras e preparando para perfurá-lo, mas Rudy mesmo não podendo desviar, apenas pla para trás recebendo menos dano, e batia as costas numa porta destrancada, fazendo com que ela abra e Rudy vai para dentro da sala, ele rapidamente move o pé fechando a porta na cara do raptor antes que ele entre, depois se levantava e segurava ela gritando:
Rudy: CHUCK, STACY, STEVEN, ME AJUDEM.
Chuck escuta o grito e corre até o local de onde ele vinha e se deparava com o raptor. O raptor se preparava para correr até Chuck após se virar para ele, mas Rudy pega uma mesa, abre a porta com um chute e joga no raptor enquanto ele está destraido, o derrubando e Chuck aproveita e enfia a sua lança na cabeça do raptor perfurando o cérebro e o matando.
Rudy: Valeu, cara.
Rudy começa a gemer um pouco colocando a mão sobre sua barriga.
Chuck: Você está bem?
Rudy: Estou, é só um ferimento causado pelo raptor, teria sido pior se eu não pulasse.
Chuck: Ah... Ae, vamos levar essa mesa aqui?
Rudy: Para que?
Chuck: Não deve ter um só raptor por aqui, podíamos usar essa mesa como proteção.
Rudy: É uma idéia idiota, mas foda-se, vamos fazer isso.
Rudy e Chuck levantam um pouco a mesa colocando em pé e na frente, e vão correndo por aí procurando pelos outros. Um raptor apararece e é acertado pela mesa, caindo e depois se levanta e pula batendo o pé na mesa, e fazendo ela cair sobre Rudy e Chuck, derrubando eles também.
Rudy: Merda... Bela ideia Chuck...
Chuck: Foi mau ae... Mas a culpa não é minha, você concordou.
Steven que também havia escutado o grito, um pouco, mas não tinha certeza, foi verificar e demorou mais pra chegar. Chegando ao local, via o raptor e chamava a atenção dele gritando:
Steven: Aeeee... Raptor de merda, vem me pegar se puder, otário...
O raptor corre atrás dele, e Steven foge. Logo após Chuck e Rudy fazem força tirando a mesa de cima deles, se levantava limpando a roupa e tentava seguir mas os perdia de vista.
Rudy: Droga.
Chuck: E agora?
Rudy: Vamos procurá-lo, ora.
Chuck: Não falava disso e chega de conversa, vou pra aquele lado e você pra esse.
Rudy: Certo.
Eles se separam para procurar Steven mas vão para corredores em que Steven não estava.
Rudy: Merda, cadê ele agora?
-------- Fim do episódio 6 -------


 (Criado e escrito por Gustavo Diniz Caetano)


Nenhum comentário:

Postar um comentário